5 de mar de 2006

Pela Direita na Contramao

 
Estou inaugurando nova fase em minha vida. Depois de anos investindo nas funções do lado esquerdo do cerebro, que inclui a logica e a racionalidade, me rendi as funcoes do lado direito, que se manifesta atraves da emocao e se expressa atraves das artes, na esperanca de que algo diferente venha a acontecer.
Nada foi planejado. Na verdade ja tinha feito algumas tentativas de me aproximar do mundo nao-verbal, mas a necessidade de sobreviver falou sempre mais alto. Para alguem que sempre quis se mostrar independente, dona de suas proprias verdades, nao havia muito lugar para alimentar a veia artistica, o descompromisso com um produto previsivel e planejado.

Finalmente, vim parar aqui do outro lado do mundo, onde ninguem sabe ao certo quem sou ou do que penso ser capaz. A comunicacao verbal e um elemento perturbador de meus sonhos de outrora. Dar continuidade ao trabalho que vinha desenvolvendo no Brasil nunca me pareceu tao inadequado em terra estranha. Confesso que cheguei a insistir bastante neste sentido e cumpri com esmero meu programa de estudos. Mas falar uma segunda lingua e se valer dela nao e tao simples quanto parece. Junto com as palavras, quando se fala, expressa-se sua cultura, suas crencas, o meio em que cresceu quando desenvolveu a linguagem, os anos de convivencia com uma lingua que vem mudando de acordo com a historia daquela nacao. Talvez eu seja muito exigente comigo mesma, mas chegar no meio deste processo significa muitas vezes expressar de maneira mediocre o que se pensa de fato. Isso quando se pensa com o lado esquerdo do cerebro, quando se busca a logica, o padrao e nao uma maneira propria de ver o mundo. Posted by Picasa

2 comentários:

Matheus disse...

eitaaa
filosofou legalllllll!!
lindos os quadrosss!

te amuhh!!

bjaooooooooo!

estrangeira disse...

Em toda e qualquer faceta,
seja que hemisferio fale mais alto,
seja qual for o continente ue seus pes pisem,
voce e' simplesmente especial e unica. Amo voce