3 de abr de 2006

TORNADO!

 

Antes de aqui chegar, a palavra tornado nao causava qualquer impacto em minha vida, a nao ser pelo fato de lamentar o caminho de devastaçoes provocado pelo fenomeno em paises distantes. Me remetia tambem a lembrança de um filme que sequer vi, mas abordou a tematica e levou milhares de pessoas aos cinemas. Tudo muito distante da minha realidade, como parece ser para os americanos um outro fenomeno, tao devastador quanto, que e a violencia desmedida que assola o Brasil.
A primeira vez que tive que lidar com um aspecto que envolve o tema foi na escola infantil onde trabalhava como voluntaria. Aquela epoca, eu ainda estava ensaiando as primeiras palavras em ingles e nao compreendia tudo o que era dito. Muitas vezes conseguia entender o contexto, tamanha e a semelhanca no que diz respeito a pratica pedagogica nas escolas dos dois paises. Porem, um dia, ao ouvir uma sirene que soou tres breves toques, as criancas, seguidas das professoras, se enfileiraram rapidamente e se dirigiram, como pequenos robos, para o corredor, ja repleto de outras pessoas que andavam a passos rapidos rumo ao porao. Ninguem deu uma palavra. Ao chegar no andar de baixo, cada uma das crianças se curvou e deitou o corpo no chao, colocando as maos protegendo a cabeça. Eu nao sabia ao certo o que estava acontecendo, muito menos o que deveria fazer. Para minha sorte, um garotinho que nao passava dos 3 anos começou a chorar assustado e pude ouvir quando sua professora pronunciou a palavra tornado e entao explicou que se tratava apenas de uma pratica. Respirei aliviada. Nem sabia que eles tinham treinamentos mensais obrigatorios como este tambem para incendio e terremoto, cada um com seus diferentes procedimentos. Fiquei sabendo depois que muitas pessoas conseguiram sair ilesas de dentro das torres gemeas no fatidico 11 de setembro porque sabiam exatamente como agir, sem alarde e prontamente, evitando que se atropelassem no caminho.

Este ano, ja corremos duas vezes para o porao da casa da vizinha ao receber aviso de que um tornado estava se dirigindo a cidade. Por pura inexperiencia, tentei ainda trocar de roupa e passar um batonzinho basico antes de sair de casa, mas fui impedida por gritos desesperados dos filhos e amigos, implorando que eu tivesse pressa. Hoje soubemos que o tal tornado matou mais de 30 pessoas em uma cidade proxima, destruindo tudo o que estava pela frente. Possivelmente as vitimas nao tinham abrigo no andar de baixo ou talvez nao tenham dado a devida importancia aos avisos. Fiquei pensando se nao era hora do governo brasileiro estabelecer como obrigatorio nas escolas de nivel fundamental e medio o treinamento preparatorio para assaltos a mao armada, sequestros relampagos e outros fenomenos que , pelo jeito, assim como os tornados na America, estao fora do controle das autoridades. Posted by Picasa

3 comentários:

Nathaly disse...

Dri querida,
Ate treinamento pra se proteger de tornado fica interessante qdo e vc que conta! Adoro seu blog!

Matheus disse...

concordo com oq a nathaly dissee!!
e tb concordo com os treinamentos aos assaltos aqui!
ahuahuhauaahuha!!

o tornado em E-town foi televisionado aqui(mt chique),nem contei pra minha mae,ela ia ficar mt preocupada!
kkkkkkkkkkkkkkk
meu segredo pra sempree!
jhuhuhuhuhuh

te amuhh
contando os dias pra chegada de vcs!

bjooss!

Marcai Du disse...

So acho que a prática por aqui não daria pq seriam necessários um investimento muito alto para agradar os corrupts. Afinal aqui so se pratica o que dá dinheiro pra eles.
Bjs