8 de nov de 2010

Verde que te quero Amarelo e Alaranjado



Sem olhar para os lados, procurei rapidamente os tons de verde na caixa de lápis de cor que havia levado para a escola e recomecei o trabalho na aula de artes.


Com um nó na garganta, havia visto meu desenho ser sumariamente amassado e atirado no cesto de lixo, seguido por resmungos irritados.


Que importa? Àquela época não poderia mesmo responder afirmativamente à pergunta, feita segundos antes, pela insensível professora:


- Você por um acaso já viu árvores amarelas e alaranjadas?

Um comentário:

Anônimo disse...

Amiga me diz quem e' essa "peste" q eu vou estrangular "ela" .....uhrrrr