22 de dez de 2013


Querido Papai Noel

Este ano não vai ter presente; não fui uma boa menina, eu sei. Mas mesmo assim segue esta cartinha, que é  pra não parecer que guardo rancor do ano que passou.

O senhor já se desculpou por não ter trazido o que me prometeu no ultimo Natal. Sei que andou de fato ocupado e que reconhece que fui obediente anos e anos a fio e por isso merecedora de um saco repleto de desejos. Mas a mania de colocar a culpa nas renas, na verdade desta vez não me pareceu muito convincente. Isso é que dá ser metida a boazinha, todo mundo acha que pode usar as desculpas mais esfarrapadas pra justificar seus feitos e mal feitos. 

Porém, como já disse mágoas a parte, este ano, Papai Noel, não tem discussão; vamos direto ao ponto. Na falta de presentes- já disse que sei não merecê-los, me traz um saco bem grande, mas dessa vez cheio de futuros, assim mesmo no plural, que e o que convém as meninas que ainda sonham acordadas.

Sinceramente,

 Adriana


 P.S. Nem precisa embrulhar pra presente, que é pra eu usar assim que acordar.

2 comentários:

renato gilaberte disse...

Psttt... psttt... hey papai noel... aqui é o renato do brasil... shhhh... não deixa a Adrana me ouvir... shhhh... dá pro senhor me incluir num desses futuros? ... Shhhh obrigado.

Talita disse...

Amei, Tec! Saudade enorme!!!